17 de setembro de 2011

Tempo de decomposição do copo descartável: de 200 a 450 anos.


Não tem coisa mais prática do que você chegar em uma repartição pública ou em um consultório médico e ter ali, ao alcance das suas mãos, aquele monte de copos descartáveis para serem usados e jogados no lixo em seguida.
Esta prática absurdamente comum faz parte do nosso dia-a-dia, é fato.
Ao observar o hábito dos meus colegas de trabalho durante um dia normal, pude contar que cada um deles usa em média de 6 a 8 copos descartáveis por dia. Numa empresa que possui 200 funcionários, o montante acumulado ao final de um mês será de 42.000 copos. Isto só aqui, no meu universo. Imagina na cidade inteira, no país , no mundo.
Fiquei espantada, em minha última viagem à Itália no que diz respeito ao descaso com o meio ambiente! Posso citar um fato. Lá, mais do que aqui, os descartáveis são usados diariamente nos almoços de família (pratos e copos) pela praticidade de não precisarem ser lavados após o uso.
Em contrapartida, me disseram que eles separam o lixo para que este seja reciclado…
Neste caso, não adianta falar em reciclagem. Reciclar também consome energia!
O que deve ser feito é parar de produzir essas porcarias, totalmente desnecessárias e nocivas.
O caminho é a conscientização. O modo de pensar deve ser mudado.
Cada um pode sair de casa com a sua garrafa (ou caneca, ou cuia, moringa seja o que preferir, mas que seja algo durável) na bolsa.
Só assim, este ítem poderá ser totalmente DESCARTADO da nossa existência.
Fonte:
http://verdenovoverde.blogspot.com/2009/06/coluna-absurdos-normais-fim-aos-copos.html

Um comentário:

Assine seu comentário.Somente comentários ofensivos ou não assinados não serão publicados.Obrigado por participar.