29 de agosto de 2013

Canção noturna do viandante



Cartão antigo que ilustra o velho Goethe na cabana que costumava frequentar quando escreveu o poema abaixo.http://www.goethezeitportal.de/

Canção noturna do viandante

Por todos os picos
Está calmo,
Em todas as copas
Mal percebes
Uma brisa;
Os passarinhos calam na floresta.
Aguarda, logo
Repousas tu também.

Goethe


Wandrers Nachtlied

Über allen Gipfeln
Ist Ruh,
In allen Wipfeln
Spürest du
Kaum einen Hauch;
Die Vögelein schweigen im Walde.
Warte nur, balde
Ruhest du auch

Veja aqui a música de Schubert para esse poema: http://www.youtube.com/watch?v=nfEcVkO9bHo

A tradução é de Zeca Moraes (músico e fotógrafo) em sua tese de mestrado (Transposições Metafóricas, UNICAMP, 2010) na qual desenvolve a análise de 3 poemas de Goethe e suas transposições musicais realizadas por Franz Schubert. Nesse trabalho o próprio Zeca Moraes também faz transposições  metafóricas dos poemas, mas agora em fotografias de sua autoria.

Um comentário:

Assine seu comentário.Somente comentários ofensivos ou não assinados não serão publicados.Obrigado por participar.